Alimentação saudável

Começa distribuição de cartilhas educativas sobre hábitos alimentares saudáveis

Estudantes de todas as escolas públicas do País já estão recebendo as cartilhas do projeto “Criança Saudável, Educação Dez”, uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O material – duas cartilhas que trazem os personagens da turma do Sítio do Picapau Amarelo, direcionadas a alunos de 1ª a 4ª séries da rede pública de ensino – pretende estimular a sociedade a combater a fome e a adotar hábitos alimentares saudáveis.

O projeto conta com parceira dos ministérios da Saúde e da Educação, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), da Editora Globo e dos Correios. São duas publicações que apresentam os temas “O que é obesidade?” e “Alimentação Saudável”. O objetivo é que as crianças aprendam se divertindo com as aventuras da boneca Emília, de Pedrinho, Narizinho, criações de Monteiro Lobato.

“A Estratégia Global em Alimentação Saudável, Atividade Física e Saúde, aprovada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e apoiada por vários países, inclusive o Brasil, reconhece que a alimentação inadequada e a falta de exercícios físicos são as principais causas de doenças crônicas e não transmissíveis. Além disso, elas contribuem para a carga mundial de morbidade, mortalidade e incapacidade”, explica Ana Cláudia Vasconcelos, coordenadora-geral de Educação Alimentar e Nutricional do MDS.

No total, serão distribuídas 40 milhões de cartilhas educativas que tratam do tema, por meio de histórias em quadrinhos. O assunto também é abordado em 700 mil cadernos que serão entregues aos professores, para estimular os profissionais a utilizar o material em sala de aula e junto à comunidade.

O projeto “Criança Saudável, Educação Dez” foi lançado em 2004 quando foram produzidas 54 milhões de cartilhas educativas abordando a questão da alimentação saudável e da segurança alimentar e nutricional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.