Calçado com Tecnologia Repelente é um Aliado na Luta contra a Dengue

Para crianças que ainda não podem se vacinar

Em muitas regiões do Brasil, as altas infecções por dengue acenderam um alerta para os governantes. Segundo o Ministério da Saúde, os casos prováveis e confirmados subiram cerca de 85%, quando comparados com o mesmo período do ano passado. Goiás, São Paulo, Paraná e Minas Gerais são os estados com mais casos contabilizados.

Os números apresentados nos boletins estão acima do esperado para o período, pois, de acordo com especialistas, o pico de infecções acontece entre abril e maio, após o período de reprodução do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Com isso, no Paraná, por exemplo, foi decretada situação epidêmica, segundo a Secretaria de Saúde do Paraná, foram notificados 80 mil casos e 5 mortes em decorrência da doença desde de Agosto de 2021.

O cenário nacional é alarmante e carece muitos cuidados e colaboração de toda a população para combater a proliferação dos mosquitos. Também é importante ficar de olho nos sintomas e procurar atendimento médico para confimar o diagnóstico e iniciar o tratamento correto. Dor de cabeça, febre alta, enjoo, manchas avermelhadas e dores nas articulações são os principais sinais da contaminação.

Nessa batalha, todo cuidado é pouco para conter a proliferação do Aedes Aegypti e, a cada ano, novas campanhas são criadas para conscientização da população e agentes fiscalizam casas, comércios, parques e praças para acabar com os criadouros.

A boa notícia é que as crianças podem contar com uma proteção extra, já que a vacina só está na rede particular, por aproximadamente R$300,00, e só pode ser aplicada em crianças maiores de 9 anos e que já tiveram a doença. A Kidy Company, presente no mercado desde 1990 e que leva em seu DNA a inovação e os cuidados com os pés dos pequenos, possui em seu portfólio a linha Kidy Protect, que traz em seus calçados a inovadora tecnologia que repele o mosquito Aedes Aegypti e pernilongos.

Após dois anos de pesquisas, em parceria com a Universidade da Paraíba (UFBP), os calçados chegaram ao mercado com aprovação do comitê de ética e validada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) com um índice de aprovação de 96,7% de eficácia. Os calçados, além de estilosos e confortáveis, oferecem segurança e proteção para os pequenos e não apresentam nenhum tipo de risco à saúde. Junto com o produto vão 4 pastilhas repelentes, que são utilizadas uma por vez, os estudos mostraram que é possível garantir a proteção com a pastilha acoplada em apenas um dos pezinhos. Entretanto, a marca recomenda que a cada 15 dias seja feita a substituição para garantir melhor eficácia.

Com numeração do 16 ao 32, vários modelos de tênis e papetes estão disponíveis no e-commerce da marca (kidy.com.br) e nos PDV’s físicos espalhados pelo Brasil. Recentemente, também foi lançada uma versão mais acessível, os pais e responsáveis podem encontrar os calçados nas farmácias espalhadas por todo o país com um valor a partir de R$ 99,90. Já o refil das pastilhas podem ser encontrados a partir de R$17,99 (3 unidades). 

“Em toda a sua história, a Kidy assumiu o compromisso em cuidar das crianças, agora, não seria diferente, queríamos que mais pessoas tivessem acesso à esse produto inovador. Por isso, após inúmeras pesquisas e estudos, concluímos que as farmácias seriam o canal ideal para disseminar ainda mais o Kidy Protect”, conta Luciana Girotto, gerente de marketing da Kidy Company.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.