Freedom for Birth – Liberdade para Nascer – Lançamento Mundial

Em 20 de setembro, mulheres reivindicam os seus direitos no parto em mil estreias globais

Desrespeito aos Direitos Humanos durante o parto será destaque em documentário que será lançado mundialmente em 20 de setembro, com apoio do Grupo MaternaMente no ABC paulista

Liberdade para Nascer será exibido simultaneamente em mais de mil locais, em mais de 50 países, em 17 idiomas diferentes, em 20 de setembro de 2012, quinta-feira. No ABC paulista, a sessão será às 15h no auditório do Sesc Santo André.

Apresentando um “quem é quem” de 40 especialistas internacionais em nascimento, acadêmicos, advogados de Direitos Humanos, médicos e parteiras, o filme apela para uma reestruturação radical no sistema mundial de cuidados com as mulheres no parto.

Freedom for Birth - liberdade para Nascer

Feita pelos cineastas Toni Harman e Alex Wakeford, Liberdade para Nascer conta a história da parteira húngara Agnes Gereb, presa por apoiar as mulheres durante partos domiciliares, e o posterior caso bem sucedido do Tribunal Europeu de Direitos Humanos, que tem implicações importantes para o parto em todo o mundo.

O cineasta Toni Harman diz: “a decisão do tribunal significa que cada parturiente na Europa tem o direito legal de decidir onde e como ela dá à luz”.

As mil estreias de Liberdade para Nascer vão começar em uma exibição pela manhã na Nova Zelândia e terminarão no Havaí. O dia inclui também sessões no Festival de Cinema de Cambridge, na Yale University, no Museu da Maternidade em Nova York e no Royal College of Midwives, em Londres, além de diversas capitais brasileiras e seis locais distintos no Estado de São Paulo.

Cathy Warwick, Chefe do Executivo da Royal College of Midwives (RCM), diz: “A realização deste filme, que o RCM está apoiando, irá percorrer um longo caminho para ajudar a fazer com que o cuidado respeitoso no parto seja uma realidade para aquelas mulheres que atualmente não têm acesso a isso”.

Lesley Page, Presidente do RCM, acrescenta: “Muitas mulheres em todo o mundo estão morrendo ou sofrendo terrivelmente por causa da falta de cuidados respeitosos no nascimento de seus filhos. Isto é inaceitável e apelo a todos os governos para dar às mulheres o direito ao acesso a cuidados respeitosos na gravidez e no parto”.

Hermine Hayes-Klein, advogado dos EUA e organizador da recente conferência dos Direitos Humanos para o Nascimento, diz: “Liberdade para Nascer tem a resposta para mudar o sistema. O nascimento vai mudar quando as mulheres perceberem que têm direito a um apoio significativo e respeitoso para o parto e reivindicar esse direito. O nascimento vai mudar quando as mulheres se indignarem com os abusos que estão sofrendo, atualmente em números tão altos, e dirão: nunca mais”.

O cineasta Alex Wakeford conclui: “Com o lançamento de Liberdade para Nascer, esperamos que milhões de mulheres tomem consciência dos seus direitos legais. Com histórias de cesarianas forçadas e perseguições de quem privilegia os cuidados com a mulher no parto, não é fácil assistir, mas tem o potencial de gerar uma revolução na assistência à maternidade em todo o mundo. Na verdade, estamos chamando de Revolução das Mães”.

Sessões de lançamento do filme no Dia 20 de Setembro:

Santo André – SP

SESC Santo andré
R. Tamarutaca, 302
Horário: 15h.

São Paulo – SP

EACH USP
Auditório Verde
Rua Arlindo Béttio, 1.000
Ermelino Matarazzo
Horários: 12h30 e 18h.

GAMA
Grupo de Apoio à Maternidade Ativa
Rua Natingui, 380
Vila Madalena
Horários: 15h e 20h.

LUMIAR
Núcleo de Apoio e Proteção à Maternidade
Rua Padre Roberto Wals, 71
Mandaqui
Horário: 18h30.

APROPUC
Associação dos Professores da PUC
Auditório
Rua Bartira, 407
Perdizes
Horário: 18h30.

Casa Moara
Rua Guararapes, 634
Brooklin Paulista
Horário: 20h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.