Jojo Toddynho Afirma que Pretende Emagrecer para Engravidar: Entenda no que a Atitude Interfere na Gestação 

Especialista da Medicina Reprodutiva esclarece mais sobre o assunto

Durante um evento, a cantora Jojo Toddynho afirmou que quer aumentar a família com o marido Lucas Souza pretende engravidar do seu primeiro filho. Mas para isso, faria um projeto para perder 40 kg nos próximos 6 meses. 

Jojo afirmou que poderia engravidar com o peso atual, mas que acreditava ser melhor perder peso para tentar a gestação. 

Segundo a pesquisa “Vigitel 2021” realizada pelo Ministério da Saúde, 6 em cada 10 brasileiros estavam com sobrepeso no último ano. Essa condição, pode ter como motivo doenças crônicas, sedentarismo e a qualidade da alimentação.

De acordo com o Dr. Nilo Frantz, especialista em reprodução humana, da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva em São Paulo, mulheres com peso excessivo, principalmente com o IMC  maior que 35 kg/ m2, apresentam mais risco de ter complicações na gestação.

“Além de afetar o bebê que pode desenvolver obesidade e diabetes no futuro”, afirma Frantz.

O especialista acrescenta que a chance de ocorrer uma gravidez de risco é maior quando a mulher tem menos de 17 anos ou idade superior a 50 anos, além disso, doenças e hábitos de vida podem colaborar nas complicações.

Além disso, para tentantes como a cantora Jojo Toddynho, existem outros cuidados que podem favorecer para que a gestação aconteça de forma natural, de acordo com o especialista, entre eles, uma alimentação balanceada, a ingestão de ácido fólico, frequência das relações sexuais, e assim como Jojo já está fazendo, cuidar do peso.

“A dificuldade de tentantes em engravidar está ligada a doenças que afetam a fertilidade tanto masculina como feminina. Assim, quando a gravidez demora a acontecer de forma natural, é importante passar por uma avaliação completa para detectar se há algum problema”, explica Frantz.

Quanto mais cedo um possível problema na fertilidade feminina for descoberto, maiores são as chances dele ser revertido.

É importante que a mulher conheça o seu período fértil, identificando seu ciclo menstrual e período de ovulação, o que também colabora com as chances de ocorrer a fecundação. 

Entre os riscos de uma gestação para mulheres com sobrepeso, Rosa Silvestrim, nutricionista da equipe multidisciplinar da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva,  alerta para evidências de aborto espontâneo. 

“O excesso de peso também favorece o surgimento de diabetes gestacional e hipertensão. Além disso, a mulher obesa frequentemente apresenta disfunções de ovulação que reduzem a fertilidade”, afirma Silvestrim.

A condição pode causar a diminuição da fertilidade feminina, impactando negativamente os óvulos, a qualidade embrionária e o endométrio.

A nutricionista alerta que não é apenas as mulheres que podem ter a fertilidade prejudicada com o sobrepeso, homens também podem sofrer com espermatozoides de pior qualidade.

“Espermatozoides e óvulos carregam marcas deixadas pelo estilo de vida e podem comprometer a saúde dos filhos, induzindo a um quadro de obesidade futura”, afirma.

Fonte – Nilo Frantz Medicina Reprodutiva – especialistas Dr. Nilo Frantz e Dra. Rosa Silvestrim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.