O Bebê e o Mar

Teatro para bebês

TEMPORADA ENCERRADA!

A atriz portuguesa Liliana Rosa é pioneira no Brasil na técnica de Teatro para Bebês. Tal modalidade existe na Europa e já vinha sendo desenvolvida pela atriz desde 2001. Para somar à técnica e adaptar à realidade do Brasil, Liliana contou com a experiência como professora de musicalização para bebês na fase da primeira infância e também com a experiência da maternidade (o nascimento de sua filha Luísa, hoje com 03 anos, que acompanhou todo o processo de criação).

Liliana Rosa

O produto final foi uma técnica absolutamente inédita e adaptada à realidade brasileira, já que a atriz tem o país por residência há 04 anos.

Portanto é um trabalho único e pioneiro baseado em estudos realizados no exterior. É fruto de uma pesquisa com abordagem no sensorial da criança, utilizando-se de cor,som,movimento e elementos educativos e lúdicos, que contribuam para o desenvolvimento da criança. É mais do que um espetáculo, é um projeto de aprendizagem e partilha entre bebês e pais, introduzindo a criança no mundo da arte.

O primeiro espetáculo desta modalidade – “O Cirquinho de Luísa”- estreou em Setembro de 2007, no Teatro Miguel Falabella (Sala Atores de Laura/RJ) e desde então vem realizando uma trajetória de sucesso. Em 2008, abriu o Festival Internacional de Teatro de Angra e está em cartaz sem interrupções desde a época da estréia.

Ainda em 2008, Liliana estreou o segundo espetáculo também para bebês e é sobre este que queremos falar e divulgar, posto que está reiniciando temporada em Ipanema , depois de ter cumprido temporada em Cuiabá.

“O Bebê e o Mar” trata da relação do bebê com a água desde o útero materno e faz o paralelo com o fundo do mar, apresentando elementos, sons, cores, formas, números, animais, músicas e estimulando as crianças de 06 meses a 06 anos de idade com uma história criada para eles, que contém uma mensagem e tem começo, meio e fim. É constituído por uma performance teatral poética e cativante para esta faixa etária. A história pretende estimular os sentidos numa narração do real ao imaginário, do sugestivo ao pragmático e próximo da realidade do neném. A “musicalidade narrativa” é um fator muito importante no teatro para bebês, já que estudos revelam que o bebê tem uma relação muito afetiva com a música desde o período da gestação.

O espetáculo tem 30 minutos, horário estudado para a faixa etária por ser o tempo máximo de atenção dos bebês. Ainda dentro da proposta do espetáculo, os bebês terão ao final 15 minutos para explorar os elementos do cenário. O espetáculo privilegia a interação e a proximidade entre os bebês e a atriz.

Liliana Rosa em O Bebê e o Mar

Ao chegarem no teatro, as mães irão encontrar a equipe de produção do espetáculo,que irá recepcionar o público, dar algumas orientações e organizar as pessoas de modo a que todos assistam ao espetáculo de um local privilegiado, com iluminação voltada para os pequenos, ar condicionado na medida certa.

Teatro para Bebês

O que se observou ao longo da trajetória do nosso trabalho, é que os bebês tendem a ficar hipnotizados com o que lhes é apresentado. Alguns pais, ao final, relatam surpresa pois não contavam que os bebês fossem ficar tranqüilos e atentos. Os mais agitados costumam sair mais calmos do teatro, contagiados pela atmosfera voltada para eles. Quando, eventualmente, a criança chora durante a apresentação, a equipe dá suporte. Quando alguma mãe necessita trocar algum bebê, sugerimos o banheiro do teatro. O teatro não dispõe de fraldário, no entanto, a troca poderá ser efetuada no banheiro feminino. A produção está providenciando um trocador para maior comodidade das mães. Quanto a estacionar os carrinhos, há um espaço junto da bilheteria onde costumam ficar em segurança.

TEMPORADA ENCERRADA!

Site:obebeeomar.blogspot.com

Nova peça em cartaz:

“A Florestinha da Pati”, clique aqui e confira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.