O que São Probióticos e Qual a Sua Importância para a Saúde?

Conheça os benefícios de alimentos ricos em micro-organismos vivos.


Definidos pela OMS – Organização Mundial da Saúde como microrganismos vivos, os probióticos são bactérias, que, quando ingeridas em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde. Ou seja, essas “bactérias do bem” são capazes de melhorar a saúde de nosso organismo, dando aos alimentos uma função além da nutricional. 

Há quem se sinta desconfortável ao imaginar que em torno de 100 trilhões de micro-organismos moram em nosso intestino. Porém, quando estão em harmonia, essa comunidade de bactérias nos traz muitos benefícios, desde uma melhor absorção de nutrientes, produção de hormônios, chegando a abarcar até 80% das células imunológicas do corpo. 

De acordo com Cintya Bassi, Supervisora de Nutrição e Dietética do São Cristóvão Saúde, estudos apontam que as cepas de probióticos colonizam o intestino, reconhecido como órgão importante para o metabolismo e a imunidade. “O consumo de probióticos deve ser contínuo e, para manter os benefícios, o ideal é que ocorra diariamente, pois eles não sobrevivem por muito tempo no intestino. Além disso, os estudos demonstraram benefícios com o consumo diário de no mínimo 10 UFC por dia, quantidade que é, em geral, alcançada pelos fabricantes”, revela a especialista.

Os probióticos podem ser incorporados a alimentos fermentados e não fermentados, além de comercializados como suplementos em forma de cápsulas, comprimidos e fórmulas líquidas, sendo também muito comuns no leite materno, tão importante para o desenvolvimento dos bebês. Sua suplementação é geralmente prescrita por médicos ou nutricionistas quando há desequilíbrio na flora intestinal. Porém, o ideal é que o consumo seja feito através dos alimentos fonte e que faça parte de uma alimentação saudável. “Eles podem ser encontrados nos leites fermentados, como iogurtes, coalhadas, queijos e sobremesas lácteas, que sofrem ação de bactérias, especialmente produtoras de ácido lático, além de Kefir e picles”, sugere a nutricionista. 

Dentre os benefícios dos probióticos, podemos também citar:

  • Prevenção e combate de doenças intestinais e hemorroidas;
  • Melhoram a digestão;
  • Regulam o intestino e combatem azia, prisão de ventre e diarreia;
  • Fortalecem o sistema imunológico;
  • Impedem a proliferação de bactérias ruins no intestino;
  • Ajudam a digerir a lactose;
  • Prevenção de alergias e intolerâncias alimentares;
  • Auxiliam no humor, uma vez que foi identificada relação direta entre o equilíbrio da flora intestinal com uma diminuição de doenças, como a depressão e ansiedade.

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária é o órgão responsável por regulamentar esse tipo de produto no Brasil e considera probióticos produtos que tenham na composição Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus casei shirota, Lactobacillus casei variedade rhammosus, Lactobacillus casei variedade defensis, Lactobacillus paracasei, Lactococcus lactis, Bifidobacterium bifidum, Bifidobacterium animalis (B. lactis), Bifidobacterium longum e Enterococcus faecium. Desse modo, checar o rótulo antes da compra é essencial. 

Cintya Bassi, Supervisora de Nutrição e Dietética do São Cristóvão Saúde

Grupo São Cristóvão Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.