Os óleos essenciais

Os óleos essenciais não trazem esse nome por acaso – todos possuem propriedades curativas exclusivas, usos e efeitos essenciais para minimizar e até curar diversos sintomas e problemas. “A combinação de óleos essenciais cria uma mistura sinérgica que traz ainda mais benefícios. Existem uma centena de tipos de óleos essenciais disponíveis que tanto podem ser usados sozinhos como em conjunto”, diz o especialista.

Por aqui é possível conhecer alguns deles:

Eucalipto: ajuda nos problemas respiratórios e atua como descongestionante das vias nasais; combate rinite, bronquite e tosse;

Lavanda: potencialmente relaxante, acalma a angústia, as inquietações e controla a emotividade facilitando as boas noites de sono e evita a depressão.

Laranja: digestivo, regulador intestinal e diurético.

Melaleuca: antisséptico que combate fungos, vírus e bactérias em geral, tais como: inflamações, acne, ferimentos, aftas, placas bacterianas e gengivite.

Alecrim: estimula a concentração, traz energia, entusiasmo e coragem, é antidepressivo e funciona ainda para limpeza energética de ambientes; Copaíba: aumenta a imunidade, fornece muitas vitaminas e nutrientes para a saúde integral, trata amigdalite, inflamações na boca e garganta

Jamar Tejada

Farmacêutico graduado pela Faculdade de Farmácia e Bioquímica pela Universidade Luterana do Brasil, RS (ULBRA), Pós-Graduação em Gestão em Co...

Veja o perfil completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *