Pandemia Pode Agravar Problemas no Quadril em Crianças

O desiquilíbrio muscular da região pode ser causado por má postura e muito tempo em uma mesma posição, afirma Especialista.

Milhões de crianças em razão da pandemia covid-19, ficaram fora das escolas e das atividades físicas, como aulas de esportes. Por conta disso, existe a preocupação para o aumento no número de casos de problemas nos quadris dos pequenos, segundo os especialistas. Ou seja, o possível desenvolvimento de problemas no quadril, com relação a ficar longos períodos em uma mesma posição (sentado, por exemplo), segundo estudos da área de biomecânica, focados na postura.

É possível que as dores no quadril sejam reflexo da má postura das crianças, de acordo com o especialista da Sociedade Brasileira do Quadril, o médico Ângelo Lima. ‘‘O quadril poderá ter prejuízos, se não for mantida uma postura correta” diz Lima. ‘‘Isso normalmente está ligado ao desiquilíbrio muscular, com encurtamento dos flexores do quadril e dos posteriores da coxa,“ afirma. Os pais precisam ser alertados. ‘‘É necessário que as crianças façam paradas periódicas, ficando em pé, andar, mesmo que dentro de casa, e algum exercício de alongamento’’, destaca o médico.

O quadril é uma das articulações mais importantes do corpo humano, ele não serve apenas como ponto de apoio do fêmur. Ele possibilita a caminhada, corrida e saltos, o peso do corpo é suportado pela articulação. ‘‘Caso o quadril fique muito tempo parado, pode trazer problemas de inclinações, rotações, desiquilíbrio muscular, anteversão ou retroversão, além de alterações no nível da coluna, ou seja, o quadril é uma articulação de movimento amplo ’’, explica o doutor Ângelo Lima.

Recuperação

É possível que diversos casos sejam revertidos, caso haja problemas passíveis de tratamentos médicos. O desenvolvimento é outro fator que pode ajudar na recuperação das crianças. Isso se dá por conta da elasticidade. ‘‘O que contribui para uma melhora mais rápida é a capacidade de elasticidade das crianças que é bem maior que a dos adultos, afirma médico.

É preciso procurar a ajuda de um especialista para corrigir a situação, caso as dores persistam. Segundo ele, no entanto, é melhor prevenir. ‘‘Os exercícios de alongamento e fortalecimento da musculatura da região pélvica e da coluna, devem ser orientados por um fisioterapeuta ou mesmo um educador físico”. completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *