Queda de Cabelos no Puerpério

Especialista dá dicas de como prevenir e opções de tratamento

Durante o puerpério a mulher passa por muitas alterações hormonais, físicas e emocionais. Uma queixa constante neste período é a queda de cabelo, que geralmente se inicia 3 meses após parto. Buscando explicar os motivos que levam a esse cenário, formas de prevenção e tratamentos, a Tricologista e Diretora Técnica da rede Mais Cabello, Sandra Perondi, elaborou dicas que as recém-mamães podem seguir. Segundo a especialista, essa queda é conhecida como alopecia pós parto, relativamente comum, afetando entre 40-50% das mulheres.

“A perda de cabelo pós-parto ocorre após o parto por causa da mudança repentina de hormônios em seu corpo, particularmente a mudança entre progesterona e estrogênio. É importante lembrar que a queda de cabelo pós-parto é temporária.” – ressalta Sandra.

Como a perda de cabelo pós parto é um resultado normal das mudanças de hormônios, não é algo que se possa parar imediatamente. No entanto, existem medidas que podem ser tomadas para minimizar os efeitos da perda de cabelo e ajudar a promover o crescimento saudável do cabelo. Veja abaixo.

DICAS

  • Alimentação saudável. Incluir uma variedade de frutas, vegetais e proteínas no dia-a-dia, é importante para que a dieta seja rica em vitaminas e minerais.
  • Beber muita água. A hidratação é muito importante.
  • Tomar suplementos vitamínicos e minerais pós-parto, se recomendado pelo médico.
  • Reduzir o estresse. Tomar medidas para reduzir os níveis de estresse tem benefício adicional de ajudar a regular os desequilíbrios hormonais.
  • Mantenha o couro cabeludo limpo
  • Modifique a rotina de cuidados com o cabelo.
  • Seja mais gentil com o cabelo enquanto lava, escova e penteia. Desembarace o cabelo delicadamente ao lavar, começando pelas pontas e subindo até próximo ao couro cabeludo, para evitar puxar os cabelos.
  • Evite penteados apertados que coloquem pressão no couro cabeludo e fios.

E caso tenha que prendê-los, escolha acessórios certos. Use scrunchies para colocar no cabelo em vez de elásticos.

  • Evite o calor. De um tempo em secadores, pranchas, babyliss, se puder.
  • Uma pausa nos tratamentos químicos. Adie quaisquer sessões de alisamento, descoloração, até que acalme a queda.

TRATAMENTOS

  • Opção mais natural são os blends de óleos vegetais e essências, que ajudam a fortalecer o crescimento do cabelo e reduzir a queda.
  • Massagem: massagear o couro cabeludo suavemente pode estimular o crescimento do cabelo, melhor ainda se associado ao óleo vegetal.
  • Fototerapia: melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo, aumentando a nutrição capilar e consequentemente diminuindo a queda dos fios.
  • Microagulhamento: traz o fluxo sanguíneo e nutrientes para o couro cabeludo e induz novas células-tronco que auxiliam no crescimento dos cabelos.
  • Linha capilar específica: quanto mais naturais forem os ativos contidos nos produtos cosméticos mais seguro será a utilização. Além de ser um tratamento adequado para minimizar a queda e favorecer o crescimento saudável, promovendo hidratação, nutrição e reestruturação aos fios.

Para além das dicas e sugestões de tratamentos, a especialista destaca a importância de conversar com seu médico se a perda de cabelo for excessiva e quando for acompanhada por outros sintomas.

Autora: Tricologista e Diretora Técnica da rede Mais Cabello, Sandra Perondi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.