Redução do estômago e relação com a gravidez

Diabetes, pressão alta e colesterol são algumas das doenças que mulheres obesas apresentam e que dificultam e muito uma gravidez. Além de ser uma gravidez complicada, o bebê pode nascer com algumas doenças também decorrentes da mamãe obesa.

A cirurgia de redução de estômago na mamãe -decisão que precisa ser muito bem pensada por ela e por profissionais da área de saúde- pode trazer benefícios ao bebê.

Um estudo realizado pela Universidade de Laval, no Canadá, acompanhou 49 mamães e o desenvolvimento das suas gestações antes e depois da cirurgia de redução do estômago.

A probabilidade de a criança nascer com problemas de peso, entre outras doenças, diminui após a cirurgia de redução do estômago da mãe, apontou a pesquisa.

Um dos autores do artigo, Dr. John Kral, descreve que os benefícios que as crianças apresentam após a cirurgia das suas mamães podem ser pelas mudanças metabólicas e hormonais no útero das mulheres que passaram pela operação.

Uma coisa é certa. A cirurgia tende a deixar a mamãe com hábitos mais saudáveis, com níveis hormonais, de colesterol e pressão adequados. Isso pode ser determinante para uma gestação mais harmoniosa.

Explica-se: depois de uma cirurgia complexa como a de redução estomacal, a pessoa é praticamente obrigada a “entrar na linha”, pois existem inúmeras restrições e imposições. Hábitos comuns para uma gordinha são riscados da vida pós-cirurgia. Sedentarismo para um operado no estômago é algo desaconselhado. Comer mal e poucas vezes ao dia, também.

Resumindo: o indivíduo operado passa criar hábitos alimentares muito melhores, cortando excessos e maneirando na alimentação de produtos gordurosos e industrializados. Mas não é por isso que as mamães devem cogitar uma mesa de cirurgia.

O risco de uma obesidade severa caiu para praticamente um terço das crianças após a cirurgia das mamães. O resultado revelou que 11% dos nascidos após a redução de estômago da mãe desenvolveram obesidade severa, enquanto 35% daqueles gerados antes manifestaram o problema.

As crianças nascidas após a cirurgia também apresentaram melhores nível de colesterol e sensibilidade a insulina, o que resulta em menor risco de desenvolver problemas cardíacos e diabetes.

Mamães mais saudáveis geram filhos com mais saúde. Por isso todo cuidado com a saúde da mulher é importante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *