“Um amor sem regras”: Fertilização in Vitro Contribui na Realização do Sonho da Maternidade

Após superar o câncer, Milena deu a luz ao primeiro filho por intermédio da reprodução assistida

A maternidade é um sonho para muitas mulheres. Enquanto umas adiam esse desejo para priorizar a carreira, outras veem esse sonho correr riscos ao descobrir determinados problemas de saúde que podem interferir seriamente em uma gestação. Esse foi o caso da nutricionista Milena Kerbauy, 37 anos, de São José do Rio Preto-SP, que após 3 anos de casada resolveu tentar ter um filho e levou um balde de água fria em uma consulta médica.
 

“Recorri a minha ginecologista para fazer o pré-natal. Foi onde em um dos exames encontramos um nódulo mamário e então fui diagnosticada com câncer de mama”, conta Milena.
 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo mais incidente em mulheres de todas as regiões do Brasil. Para 2022, é estimado 66.280 novos casos.
 

A doença, por ter um tratamento complexo, pode causar infertilidade ou diminuir a reserva ovariana da mulher, como foi o caso de Milena.

 

“Os tratamentos para o câncer de mama podem comprometer a fertilidade da mulher, pois são prejudiciais para os ovários. Felizmente, hoje já existem técnicas para preservar a fertilidade feminina em pacientes oncológicas, entre elas o congelamento de óvulos. Uma vez que os óvulos são retirados antes do início do tratamento e criopreservados, poderão ser utilizados futuramente, quando a paciente já estiver tratada e apta a engravidar”, explica Nilo Frantz, especialista em reprodução humana, da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva, em São Paulo.
 

Milena seguiu com o tratamento oncológico e ao finalizá-lo continuou em busca do sonho de ser mãe buscando em sua cidade opções de tratamento de reprodução, mas não obteve sucesso.
 

“Quando terminei o tratamento, meu oncologista me indicou o trabalho do Dr. Nilo Frantz, pois precisava de um profissional sério e que fizesse meu tratamento de reprodução de forma individual e acolhedora, pois devido ao meu histórico eu precisava de um médico com uma visão ampla e integrativa da minha saúde, visando sempre a vida e a minha saúde”, conta.

 

Milena precisou realizar uma série de exames que diagnosticaram algumas das causas que fizeram com que ela não tivesse engravidado nos outros lugares em que procurou ajuda. Com isso, ela foi orientada a realizar o tratamento da fertilização in vitro e na primeira tentativa com 1 embrião, a nutricionista engravidou.
 

“A fertilização in vitro é um dos métodos de tratamento mais conhecidos no mundo. Ele surgiu na década de 70, e desde então, evoluiu consideravelmente. O objetivo da FIV é tratar mulheres com problemas de infertilidade. Atualmente, a sua indicação é ampliada para as mais diversas causas de infertilidade masculina e feminina”, explica Frantz.
 

Nilo Frantz, o especialista que ajudou a realizar o sonho de Milena é pioneiro da fertilização in vitro no país. Frantz foi responsável pelo nascimento do primeiro bebê pela técnica de Maturação In Vitro de Óvulos (IVM).

 

Como funciona a FIV?
 

Após a realização de todos os exames laboratoriais e a confirmação de que a técnica adequada é a FIV iniciam-se as etapas de tratamento. A primeira delas é a estimulação ovariana.
 

“A estimulação ovariana é um processo que tem como principal objetivo aumentar o número de óvulos produzidos. A técnica é realizada através da injeção de medicamentos que estimulam os ovários a produzir mais óvulos, para obter um número maior de embriões”, explica Frantz.
 

Em seguida, é feita a punção folicular, quando os folículos alcançam o tamanho adequado para o procedimento, assim como uma boa quantidade de óvulos e uma injeção de hCG é feita para ajudar no amadurecimento do óvulo.

 

A terceira etapa é a coleta dos espermatozoides e a fecundação do óvulo. Após isso, eles são observados diariamente no laboratório e os embriões saudáveis são separados para a etapa de transferência embrionária.
 

A confirmação
 

Milena conta que após 10 dias da transferência do embrião, o Dr. Nilo solicitou um exame de sangue para confirmar a gravidez. Mas, por conta da ansiedade, com 9 dias fez o teste de farmácia que deu a grande notícia do resultado positivo.
 

“Choro toda vez que me lembro, porque o sentimento de gratidão, paz, euforia, alegria foi tão imenso que fica sempre essa vontade de chorar e agradecer a Deus por ter colocado um profissional tão maravilhoso em nosso caminho, que não me olhou apenas como uma paciente e sim como uma mulher cheia de planos e com um desejo enorme em gerar uma vida”, relembra a nutricionista.

 

Milena afirma que o tratamento até o resultado positivo durou em torno de 8 meses por conta de alguns obstáculos que foram achados durante o caminho até ter certeza que o embrião poderia vingar no útero.
 

Superação
 

“Com tudo o que vivi, hoje olho pra trás e até eu não acredito que nunca desisti com tantos e tantos obstáculos, porque cada exame que eu fazia era uma nova descoberta para não conseguir engravidar, mas a equipe do Dr. Nilo não desistiu de mim e me deu forças pra não desistir do meu sonho”, conta Milena.
 

Emocionada, a mãe de primeira viagem afirma que quando encontra uma mulher na mesma situação que ela, faz questão de motivar independente das dificuldades.

 

“Hoje meu milagre tem 1 ano e 6 meses e se chama Henrique. Cada medo, insegurança e tristeza, tudo isso faz parte mas quando Deus coloca essa vontade em nosso coração, o bem maior vence e peço para todas as mulheres que tem esse sonho que não desistam. O melhor sempre está por vir e gerar uma vida pra mim foi o melhor que fiz até hoje na minha vida”, comemora.
 

A poucos dias de mais um Dia das Mães, Milena divide sua experiência sobre a maternidade.
 

“Maternidade é reviver. Aprendi a me doar até mesmo quando não tenho mais energia, hoje sinto que não estou sozinha e que meu filho estará sempre do meu lado. Hoje aprendi o que sempre tive vontade de aprender e conhecer, o maior amor do mundo que é o amor que sinto pelo meu filho. Meu pedacinho que foi muito desejado e amado antes mesmo de existir.


 Ser mãe é aprender e ensinar ao mesmo tempo, é um amor sem regras, sem limites e sem ponderação”, finaliza a mamãe de primeira viagem.

Fonte: A Nilo Frantz Medicina Reprodutiva, constrói uma trajetória de credibilidade e sucesso. Sua história é repleta de inovação, de responsabilidade e, principalmente, de vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.