Vacina contra Doença Meningocócica Invasiva (DMI)

GSK lança primeira vacina para prevenir a doença meningocócica causada pelo meningococo B no Brasil

Imunização chega ao Brasil como a única recomendada dos dois meses aos 50 anos de idade43

Em 2014, de acordo com o Ministério da Saúde, 53% dos casos de doença meningocócica invasiva (DMI) diagnosticados em crianças com menos de cinco anos foram causados pelo meningococo B

Aprovada pela Anvisa e internacionalmente conhecida como BEXSERO®, vacina já está disponível na União Europeia e nos Estados Unidos

A GSK acaba de trazer para o Brasil a primeira vacina para prevenir a meningite B do país. Conhecida internacionalmente como BEXSERO®, a nova imunização chega para preencher uma lacuna relacionada à proteção contra a Doença Meningocócica Invasiva (DMI) causada pelo meningococo B (MenB). A vacina é a única recomendada no Brasil para lactentes, crianças, adolescentes e adultos dos 2 meses aos 50 anos de idade43.

A doença meningocócica invasiva apresenta fácil contágio, rápida evolução e alta letalidade, principalmente entre os lactentes. Um em cada dez casos tratados termina em morte nos EUA e no Brasil a taxa de letalidade é em média de 2 mortes em cada dez casos da doença. A rápida progressão da doença, com o agravante que seus sintomas iniciais são semelhantes aos de infecções virais como a gripe (o que pode retardar o diagnóstico), pode levar o indivíduo à morte em até 24 horas. Nesse contexto surge a importância de prevenir a doença por meio da vacinação24,26,27.

Aplicação de injeção no braço - Foto: Dmitry Naumov/ShutterStock.com

“Presente nos Estados Unidos e na União Europeia, a chegada de BEXSERO® ao Brasil, primeiro país na América Latina a ter acesso a esta importante possibilidade de prevenção, representa um marco na imunização do país, que tradicionalmente é uma referência em seu Programa Nacional de Imunização (PNI). A GSK, mais uma vez, dá sua contribuição no sentido de desenvolver e viabilizar soluções que impactem na saúde e qualidade de vida da população. A vacina preenche uma lacuna e beneficia vários públicos, principalmente as crianças”, explica Felipe Lorenzato, gerente médico de Vacinas da GSK.

www.gsk.com.br

Referências

24. Meningococcal meningitis. Factsheet No. 141. World Health Organization website.http://www.who.int/mediacentre/ factsheets/fs141/en/. Atualizado em novembro de 2012. Acessado em 2 de julho de 2013.

26. Thompson MJ, Ninis N, Perera R, et al. Clinical recognition of meningococcal disease in children and adolescents. Lancet. 2006;367(9508):397-403.

27. Meningococcal disease. Centers for Disease Control and Prevention website.http://www.cdc.gov/meningococcal/.Atualizado em 22 de abril de 2013. Acessado em 2 de julho de 2013.

31. Initiative for Vaccine Research (IVR). Bacterial infections: meningococcal disease. World Health Organization website.http://www.who.int/vaccine_research/diseases/soa_bacterial/en/index1.html. Acessado em 2 de julho de 2013.

43. Bula da Vacina Adsorvida Meningocócica B (recombinante) da Novartis, aprovada pela ANVISA em 05/01/2015, sob o nº de registro no MS 1.0068.1118.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.