“Eu Sou Tímido” Mostra aos Pequenos que Todos São Iguais

Lançamento da Editora Melhoramentos ensina que deixar a timidez de lado tem inúmeras vantagens

Não é fácil chegar em um lugar onde não conhecemos ninguém. Fatalmente, quem é novo chama atenção. Isso pode ocorrer ao mudar de casa, ao chegar na escola nova, situações comuns na rotina dos pequenos. A fim de ajudar os pequenos com a timidez e mostrar que a aceitação, desde cedo, é o melhor caminho, a autora e ilustradora Elisabeth Longridge escreveu o livro Eu Sou Tímido, que acaba de ser lançado pela Editora Melhoramentos.
 

Com texto em versos e cheio de ritmo para conquistar os leitores em formação – é indicado para crianças a partir de 2 anos – o livro conta a história de um lindo pavão, que tem uma exuberante e colorida cauda. Justamente por isso, é muito difícil passar despercebido onde quer que chegue, o que lhe causa muito desconforto, deixando-o ansioso e tímido.
 

Mas, a convite do cisne, conhece novos amigos e começa a perceber que as mesmas características que o incomodam, como um olho grande da coruja ou a perna comprida do flamingo, eles exaltam como vantagem. “Sua cauda é tão grande quanto o meu bico? Um bico grande assim é como um narigão! Mas pelo menos posso comer o que eu quiser, então…”, diz o belo tucano.


Com estes exemplos, o belo pavão entende que não precisa mais se esconder e passa a enxergar as coisas de outro modo. Aprende a, enfim, enfrentar seus medos, angústias e vence a timidez.


Ficha técnica

Obra: Eu Sou Tímido

Autora: Elisabeth Longridge

Tradução: Alexandre Boide

Número de páginas: 32

Altura e largura: 25 cm x 20,5 cm

ISBN: 978-65-5539-483-2

Elisabeth Longridge é autora e ilustradora de livros para crianças e adultos. Ela escreve pequenas histórias que carregam grandes mensagens. Histórias que fazem você pensar, combinando verdades profundas e imagens cativantes com um toque de magia e humor. Reflexivas, vibrantes e estimulantes de uma forma que se comunica com mentes de qualquer idade. Ela vive e trabalha em Londres, mas você também pode encontrá-la em um barquinho de madeira olhando para a beirada do mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.