Dermatologista explica importância dos cuidados com a pele das crianças

Para o especialista em saúde da pele, os cuidados devem começar logo quando nasce um bebê e continuar por toda a vida

A pele é o maior órgão do corpo humano. Por isso, os cuidados com ela devem começar muito cedo, ainda na infância. No mês em que se celebra o Dia das Crianças, a importância desses cuidados ganha ainda mais destaque e reforça a necessidade de se discutir medidas para prevenir riscos aos mais novos e minimizar os efeitos negativos na fase adulta.

Segundo o médico dermatologista Rafael Soares, muitas pessoas ainda acreditam que, por serem crianças, o poder de regeneração da pele é muito mais potente do que nos mais velhos, o que é verdade. Porém, ele alerta que os danos sofridos na infância, ainda que inicialmente imperceptíveis, podem ser sentidos no futuro.

“O excesso de sol, a falta de hidratação e uso de produtos adultos são alguns dos problemas que, em sua grande maioria, vão ser sentidos quando as crianças já estiverem crescidas e quando os esforços serão grandes para corrigir. Por isso, é fundamental iniciar os cuidados desde muito cedo e minimizar esses efeitos”, alerta.

Ainda de acordo com o especialista, um dos principais problemas é o envelhecimento precoce, manchas e marcas permanentes. Porém, o médico não descarta a incidência de doenças graves, como câncer de pele, que podem surgir ou ter seu risco aumentado nos primeiros anos de vida.

“Todos sabemos que o sol em excesso pode oferecer diversos riscos à saúde e que muitos deles não são sentidos de imediato. Além da insolação, os raios ultravioletas podem ocasionar problemas irreversíveis”, afirma. “O uso de produtos adultos em crianças menores de 12 anos também pode atrapalhar o desenvolvimento saudável da pele e dos tecidos, além, é claro, de provocar irritação, intoxicação e entre outros efeitos, como alergias”, pontua.

Quando começar os cuidados

Para o médico, os cuidados com a pele devem começar logo quando nasce um bebê e continuar por toda a vida.

“É comum que os cuidados aconteçam principalmente quando o bebê nasce. Os pais se preocupam em não irritar aquela pele tão sensível, porém, com o crescimento da criança, esses cuidados vão ficando mais raros, e se resumem, em muitas vezes, ao uso de filtro solar apenas no verão”, comenta.

“O ideal é levar as crianças ao dermatologista e entender como devem ser esses cuidados, quais produtos devem e precisam ser usados, como fazer hidratação correta, como fazer prevenção dos efeitos do sol e, principalmente, garantir a saúde completa da criança”, finaliza.

Dr. Rafael Soares

Médico pela Universidade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre, com título de especialista em dermatologia pela Associação Médica Brasi...

Veja o perfil completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *