Problemas Que a Falta de Vitamina D Causam no Organismo e Como Evitar.

A vitamina D vem sendo uma das principais e mais estudadas substâncias do nosso organismo. A nutricionista Adriana Stavro explica a importância dessa substância para o nosso organismo, confira:

O que é a Vitamina D?


A vitamina D é um suplemento vitamínico mineral, cuja função está relacionada à saúde óssea, responsável também por outras atividades, regula o crescimento, sistema imunológico, cardiovascular, muscular, metabolismo e insulina, mantendo as concentrações adequadas de cálcio e fósforo no organismo. Quando combinada com outros micronutrientes, a vitamina D torna-se solúvel em gordura, adquirida através dos alimentos e da luz solar.


O que acontece quando falta Vitamina D? 

As principais doenças causadas pela falta de vitamina D foram avaliadas, observando que o consumo excessivo pode causar sérios problemas, como a obesidade, já carente de desnutrição. A partir dos estudos analisados, pode-se concluir que a biodisponibilidade da vitamina D está associada à regulação e manutenção para uma vida saudável. Este estudo expõe a necessidade de manutenção de vitaminas para manutenção, 


“A deficiência de vitamina D afeta não apenas a saúde musculoesquelética, mas também favorece uma grande quantidade de doenças agudas e crônicas, como risco de doenças agudas e crônicas, como risco de problemas dentários (doença periodontal, cárie dentária e perda de dentes), diabetes mellitus tipo II, doenças cardiovasculares, baixa imunidade e doença neuro musculoesquelética”, explica a nutricionista Adriana Stavro.“Idosos com hipovitaminose D apresentam risco aumentado de quedas e fraturas, osteoporose, hiperparatireoidismo, função cognitiva prejudicada e depressão.” complementa Adriana

Como saber se estou com falta de Vitamina D?

Segundo Adriana Stavro, vários estudos apontam para a sua importância não somente no metabolismo ósseo, mas para sua correlação com os demais órgãos e tecidos e suas implicações em doenças não-ósseas. Esse é um fato relevante, visto que historicamente a indicação clássica do uso da vitamina D é para a prevenção de doenças ósseas como osteoporose, osteopenia, entre outras.

Esses estudos, levam a crer que a vitamina D é uma das mais importantes vitaminas para nosso corpo e participa ativamente no processo de reparo ósseo.


O tratamento da hipovitaminose D é, geralmente, feito com a suplementação adequada — e só um médico ou nutricionista pode prescrevê-la com a dosagem correta.“Além disso, é indicado aumentar a sua exposição ao sol e comer mais alimentos fontes, como peixes, laticínios e ovos”, explica Adriana Stavro. Esse, aliás, é um importante ponto de atenção: o corpo corpo humano costuma adquirir uma quantidade significativa de vitamina D por síntese cutânea sob a ação de luz solar, e em menor quantidade através de fontes nutricionais.


Ou seja: priorize a exposição segura ao sol e complemente esse hábito com alguns alimentos ricos em vitamina D, como: Leite de vaca; Carne de porco; Bife de fígado;
Bacalhau, cação; Gema de ovo.

Adriana Stavro

Nutricionista Mestre pelo Centro Universitário São CamiloCurso de formação em Medicina do Estilo de Vida pela Universidade de Harvard Me...

Veja o perfil completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.