Sensibilidade e Ardência ao Comer Alimentos Ácidos? Descubra o Que Pode Ser.

A sensibilidade e ardência na língua quando há contato com alimentos ácidos pode ter como causa a língua geográfica, que são fissuras irregulares e manchas lisas com bordas, são inofensivas e de coloração branca, avermelhada ou cinzento-esbranquiçadas, um pouco salientes, que fazem lembrar os contornos de um mapa geográfico e podem migrar de uma área para outra da língua.

As manchas podem mudar de tamanho, forma e localização, fazendo com que a língua pareça diferente cada dia que você olhar para ela. No geral, as manchas cicatrizam e alteram de posição na língua.
 

A cirurgiã dentista e especialista em saúde bucal, Dra. Bruna Conde, explica que a língua geográfica não é uma doença e nem é contagioso, é uma normalidade e as lesões podem aparecer e sumir sem tratamento.
 

As causas podem ser hereditárias, asma, rinite, deficiência nutricional, distúrbios hormonais, diabetes juvenil psoríase, estresse ou caspa.
 

Pode ser assintomática ou causar ardência, queimação e sensibilidade com alimentos condimentados, quentes, picantes, ácidas ou bebidas alcoólicas.


O Centro de Informações Genéticas e de Doenças Raras Afirma que 5% das pessoas que possuem língua geográfica, se sentem incomodadas, com dor, ou sensibilidade na região, nesses casos o especialista pode prescrever o uso de algum medicamento para aliviar o desconforto. Para ardências e sensibilidade mais leve, é recomendado evitar alimentos condimentados e bebidas alcoólicas até que o episódio se normalize.

Vale ressaltar que se não higienizada corretamente pode causar acumulo de restos alimentares e contribuir para a saburra lingual e halitose (mau hálito). A dentista alerta para você ficar atento a saúde e a higienização da sua boca, atos como escovar os dentes após as refeições, uso de fio dental, saber como higienizar a língua corretamente, são hábitos básicos para evitar futuras complicações na língua geográfica.
 

A Dra. Bruna Conde afirma que o diagnóstico correto é fundamental pois ela pode ser confundida com muitos outros problemas. Considerando isto, é de extrema importância um acompanhamento regular de um especialista, para um diagnóstico mais preciso.
 

O diagnóstico é efetuado através de exame de cultura e biopsia.

A Dra. Bruna Conde, informa que o tratamento é realizado através de raspagem correta da língua. Se for necessário uso de analgésico, uso de corticosteroide tópico, pomadas anti-inflamatórias fitoterápicas à base de camomila, mantendo sempre uma excelente higiene bucal.

 

“A pessoa que possui essa condição pode levar uma vida normal, pois não é contagiosa e o que pode acontecer é ter um aumento na sensibilidade, ardência e dor na região.” finaliza a cirurgião dentista Dra. Bruna Conde.

Autoria: Dra Bruna Conde – Dentista Antenada: Cirurgiã Dentista. CRO SP 102038

“Sou uma dentista antenada e busco estar ligada em tudo o que faz bem para a nossa saúde.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.