Você Tem Gengiva Retraída? Conheça as Causa e Como Evitar Esse Problema Bucal.

A retração gengival (gengiva retraída) é a exposição das raízes dos dentes devido à migração das gengivas da sua posição original. Ocorre, quando há perda de tecido periodontal e a porção terminal do tecido gengival (chamado de gengiva marginal) se afasta do colo do dente em direção à sua raiz.

A cirurgiã dentista Dra. Bruna Conde explica que este problema pode ocorrer apenas num só dente ou em vários dentes simultaneamente, e em alguns casos pode mesmo ocorrer uma retração gengival generalizada, ou seja, em todos os dentes, tanto na parte superior, como inferior.
 

A retração gengival pode ser causada por alguns fatores, como:
 

– Escovação muito forte ou traumatismo por escovação incorreta, utilização de escovas com cerdas muito duras ou escovar com força excessiva e inadequada. “A retração pode ocorrer devido ao impacto provocado pela fricção indevida, o que origina o afastamento da gengiva marginal da coroa do dente.” relata a especialista Bruna Conde;
 

– Má higiene oral;
 

– Bruxismo (ranger e apertar os dentes);
 

-Trauma oclusal (acontece devido a forças anormalmente exercidas sobre os dentes, geralmente devido ao mau posicionamento dos mesmos);
 

– Doença periodontal (periodontite), que se inicia com a inflamação da gengiva (gengivite), resultado de uma higiene oral incorreta. A gengivite ocorre principalmente devido à presença de placa bacteriana e consequente formação de tártaro. Se não tratada tende a evoluir para a periodontite, implicando a perda dos tecidos de suporte dos dentes e consequente retração.

 

-Tratamento ortodôntico inadequado ou com falta de manutenção ortodôntica ou sem higiene bucal: quando utilizar aparelho ortodôntico precisa estar em saúde bucal, manutenção em dia para evitar a retração.
  – Inserção do freio labial : quando o freio labial inferior apresentar inserção alta poderá interferir no processo de escovação, favorecendo o acúmulo de placa e a instalação da inflamação, levando à retração.


Se o causador da retração gengival não for identificado e tratado, pode levar a problemas mais graves de saúde bucal.


Com o tempo a gengiva pode começar a se soltar do dente, criando bolsões onde mais placa bacteriana irá se acumular.
 

A progressão da retração gengival apresenta uma grande probabilidade de se agravar quando uma retração de menor proporção é ignorada. “De fato, quando a gengiva fica retraída e não volta ao normal, é de extrema importância recorrer ao Periodontista (dentista especialista em gengiva), para que possa haver o diagnostico do problema e a análise da causa que originou, evitando assim a progressão e um agravamento que pode surgir.” alerta a Dra. Bruna Conde, especialista em periodontia.

A retração pode se manifestar através de uma série de sinais e sintomas, tais como:
 

Sensibilidade excessiva dos dentes como, por exemplo, ao usar talheres, ao frio, quente ou doce;
 

Dor nos dentes;
 

Maior espaço visível entre os dentes, ao nível da sua base (colo / junto à gengiva);
 

Exposição visível da raiz dos dentes;
 

Sangramento da gengiva no momento da escovação(nos casos de doença periodontal);
 

Mau hálito (halitose);
 

Sensação de que os dentes estão “fracos ou frouxos”, ou que não se sente “firmeza” nos mesmos ao mastigar;

Comprometimento estético devido à exposição da raiz que apresenta um tom mais amarelado.

De acordo com a Dra. Bruna Conde é de total importância que o paciente procure um dentista capacitado, no momento em que se perceber os primeiros sinais e sintomas, quanto mais cedo a situação for tratada, menores serão as probabilidades de haver necessidade de se efetuar tratamento cirúrgico para corrigir o problema, ou de pelo menos se conseguir reverter ou estabilizar a progressão da recessão gengival.

Autora: Dra Bruna Conde – Dentista Antenada:
Cirurgiã Dentista. CRO SP 102038 “Sou uma dentista antenada e busco estar ligada em tudo o que faz bem para a nossa saúde.”


 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.